quarta-feira, abril 28, 2010

Top10: As melhores âncoras da TV

1º Lugar-Fátima Bernades-Globo
http://audienciadatv.files.wordpress.com/2009/09/fatima-bernardes.jpg?w=500
Fátima Gomes Bernardes Bonemer (Rio de Janeiro, 17 de setembro de 1962) é uma jornalista brasileira.
Nascida no bairro carioca do Vaz Lobo, mas sua família logo mudou-se para o Méier. Com sete anos começou a cursar balé mas depois optou por cursar jornalismo na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), a fim de ser crítica de dança. Até então nunca havia pensado em trabalhar na televisão.
Em fevereiro de 1987 entrou para a Rede Globo de televisão após ser aprovada em um curso de telejornalismo da emissora. Meses depois passou também a apresentar o extinto RJTV 3ª edição.
Em maio de 1989, assumiu a apresentação do Jornal da Globo ao lado de Eliakim Araújo e em julho de 1989, passou a apresentar o JG em dupla com William Bonner.
Em 1993, começou a apresentar a revista eletrônica Fantástico ao lado de Celso Freitas e Sandra Annenberg.
Em 1º de abril de 1996 assumiu a apresentação e edição do Jornal Hoje, voltando ao Fantástico em 1997, formando dupla com Pedro Bial.
Em 21 de outubro de 1997, deu luz aos trigêmeos Vinícius, Laura e Beatriz, e pouco tempo depois (30 de março de 1998) se tornou âncora do Jornal Nacional, o principal telejornal da emissora ao lado do marido William Bonner, cargo que ocupa até hoje.
2ºLugar-Mariana Godoy-Globo
 
No começo de 2010, Mariana afastou-se do Bom Dia São Paulo, para preparação da naração do Carnaval de São Paulo, novamente ao lado de Cléber Machado, na sequência foi anunciado que a jornalista deixaria o comando do Bom Dia São Paulo, para se dedicar a um novo projeto na TV Globo. Mas, a jornalista, em seu twitter, disse que estava com problemas de voz, retornando no jornal em meados de Março.
No dia 01/04/2010, Mariana se despediu do jornalístico matinal, anunciando sua saída deste após quase uma década de apresentação. A jornalista também anunciou que, a partir de segunda-feira, começará a apresentar a primeira edição do SPTV, ao lado
3ºLugar-Renata Vasconcellos-Globo
http://1.bp.blogspot.com/_621ZUw9ROtQ/SKAjCItiGXI/AAAAAAAADWQ/j7KKlUMYExo/s400/angelica_aniversario_f_023.jpg
Quando o primeiro telejornal do primeiro canal de jornalismo 24 horas do Brasil foi ao ar, um rosto novo apareceu. Renata Vasconcellos começava sua carreira jornalística em 97, junto com o nascimento da Globo News.
Tinha sido tudo muito rápido – não muito tempo antes, a então estudante do último ano de Comunicação Social da PUC-RJ resolvera deixar o estágio em uma agência de publicidade para tentar conhecer, na prática, como funcionava o jornalismo de televisão. “Foi uma surpresa começar já apresentando o Em Cima da Hora”, conta ela.
Renata lembra que, naqueles primeiros anos de carreira e de canal, passou por verdadeiras provas de fogo: “Na cobertura da invasão do grupo guerrilheiro Tupac-Amaru à embaixada do Japão, em Lima, por exemplo, estávamos de plantão, em um fim de semana, e cobrimos tudo ao vivo, com imagens da casa do embaixador. Foi minha primeira transmissão ao vivo, de emergência”.
Depois de rápidas passagens pelos telejornais da TV Globo – em retrospectivas de fim de ano, no Jornal Hoje e em reportagens para o Fantástico – a oportunidade de dividir com Renato Machado a apresentação do Bom Dia Brasil veio em dezembro de 2002.
Renata Vasconcellos garante que, se por um lado o desafio é grande, por outro, o entusiasmo é ainda maior: “O jornal tem um formato descontraído, que abre espaço para o comentário, para a análise. Isso é muito interessante. É como se estivéssemos tomando café da manhã na sala de estar das pessoas, conversando e levando as primeiras notícias do dia”.
Mas e quando o despertador toca às 4h? “Não é fácil acordar tão cedo… Mas o dia rende mais”, vê pelo lado bom. “Sobra mais tempo para a família”.
4ºLugar-Joyce Ribeiro-SBT
Nascida em São Paulo, Joyce Ribeiro é formada em Comunicação Social pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), pós-graduada em Jornalismo Econômico pela PUC e tem ainda no currículo o curso de preparação para locutores noticiaristas de TV, no SENAC.
Começou a trabalhar em televisão em 1998 nos canais 26 e 29 UHF, exercendo as funções de produtora, editora, repórter e apresentadora. A partir de 2004, apresentou telejornais na TV Record, onde atuou também como repórter.
Joyce também foi repórter da revista “Raça Brasil”, onde assinou uma coluna sobre cinema e fez reportagens especiais sobre comportamento. Hoje é colunista da revista “Uma”, na qual aborda assuntos relacionados à medicina, bem estar e atualidades.
No SBT desde setembro de 2005, já apresentou os telejornais “SBT Brasil”, “Jornal do SBT”, “Jornal do SBT Manhã”, “SBT São Paulo” e “Aqui Agora”.
Desde outubro de 2009 é a apresentadoda do “Boletim de Ocorrências”, exibido de segunda a sábado, às 22h.
5ºLugar-Ana Paula Padrão-Record
http://abelhafistula.files.wordpress.com/2009/05/ana-paula-padrao.jpg?w=364&h=302
Ana Paula de Vasconcelos Padrão Mundell, mais conhecida como Ana Paula Padrão (Brasília, 25 de novembro de 1965) é uma jornalista brasileira.
No dia 10 de novembro de 2006, Ana Paula Padrão anunciou sua saída do principal telejornal da emissora. A jornalista ficou encarregada a apresentar um programa de documentários com reportagens especiais, que estreou em 26 de março de 2007, o SBT Realidade.
Embora as negociações tenham acontecido, não houve um novo acordo entre Silvio Santos e Ana Paula Padrão e o contrato entre ela e o SBT foi encerrado no dia 30 de abril de 2009. O empresário a queria no comando de um telejornal diário enquanto a jornalista queria continuar com as reportagens e viagens. O último SBT Realidade foi ao ar no dia 27 de abril de 2009 com o tema “Felicidade”.
No dia 9 de maio de 2009, foi contratada pela Rede Record para apresentar o Jornal da Record ao lado de Celso Freitas.[1]
Sua estréia no comando do telejornal ocorreu no dia 29 de junho de 2009
Em fevereiro de 2010, ela cobriu os jogos olímpicos de inverno em Vancouver.
Já foi casada com o também jornalista Marcelo Netto

6ºLugar-Ticiana Villas Boas-Band
http://3.bp.blogspot.com/_GeVuNu5zQwo/ShmtOeQGE9I/AAAAAAAAAaE/MXhEbDaq_gA/s400/Ticiana+Villas+Boas.jpg
Começou a carreira em 2002, em Salvador, na TV Educativa da Bahia. Atuou como produtora, repórter e editora de documentários, como “Ilê Axé Bahia”, “Candomblé” e “Naufrágios na Bahia’”. Em 2005, passou a integrar a equipe de repórteres da TV Band Bahia. No ano seguinte, foi convidada para trabalhar na Rede Bandeirantes em São Paulo. Em abril de 2008, se tornou apresentadora do Jornal da Band.
Participou de coberturas importantes na emissora como eleições presidenciais, a vinda do Papa ao Brasil e os Jogos Pan-americanos. Fez reportagens de destaque como uma série sobre adoção de crianças e abrigos no Brasil e sobre a transposição do Rio São Francisco. Também realizou trabalhos de investigação; na série “Meninos Mulheres’, denunciou uma rede de tráfico de meninos menores de idade e pobres da região nordeste, que são transportados e aliciados para se transformarem em travestis em São Paulo.
7ºLugar-Karyn Bravo-SBT
http://1.bp.blogspot.com/_pmVjRbYrqZY/SnREwQq9PEI/AAAAAAAAAyQ/JRv0tgQRVT8/s320/karynbravo.jpg
A jornalista Karyn Bravo começou sua carreira como editora da revista Hera e, mais tarde, atuou na CNN Internacional. Durante os quase 5 anos em que esteve na Band, foi editora e apresentadora do tempo no Primeiro Jornal, apresentou ainda o Notícias da Redação e, eventualmente, também o Jornal da Band.
Em novembro de 2008 foi contratada pelo SBT para ser a editora e apresentadora de clima nos telejornais. Desde 10 agosto de 2009, Karyn passou a apresentar o SBT Brasil, ao lado de Carlos Nascimento.
8ºLugar-Priscila Brandão-Globo
http://www.papodebola.com.br/24horas/z24-priscillabrandao.jpg
Pelos campos de futebol dos estádios de Juiz de Fora, Priscila Brandão teve sua primeira experiência como repórter, ainda como estagiária.
Era o campeonato mineiro de futebol de 1988, quando foi convidada pelo departamento de jornalismo da rádio local para integrar a equipe de repórteres de campo aos domingos. A temporada foi decisiva: de tão traumática, ela nunca mais voltou a cobrir esporte na vida.
Formada pela Universidade Federal de Juiz de Fora, em 1990, o primeiro emprego foi na TV Búzios, como “faz-tudo” numa oportunidade de encher os olhos de qualquer apaixonado por desafios: era a primeira TV comunitária do Brasil a entrar no ar.
Uma repetidora da TVEducativa do Rio, mas com programação própria parcial. Do mar, para as montanhas. Em 1991, Priscila passou pela TV Serra-Mar, de Nova Friburgo como editora do jornal local do meio dia.
Um ano depois, estava na TV Globo-Rio, contratada na rádio-escuta. Mas o que sempre atraiu a jornalista nascida em Juiz de Fora era mesmo a reportagem. Até que começou com os famosos boletins da tarde, o Globo Cidade.
Um aprendizado e tanto para qualquer estreante, já que os flashes eram ao vivo, de um minuto cada e a equipe tinha que se deslocar pela cidade, atrás de notícias de interesse dos moradores.
Meses depois, começou a fazer matérias para os jornais locais do Rio e em 94 passou a apresentadora do Bom Dia Rio. Um ano depois, assumiu a apresentação do RJTV-Segunda Edição.
Em 96 tirou licença de 4 meses e foi para os Estados Unidos aperfeiçoar o inglês. Fez um curso na UCSC – universidade da Califórnia de Santa Cruz. Na volta, foi para São Paulo como repórter do Jornal da Globo. Fez matérias para o Jornal Nacional, Bom Dia Brasil e principalmente para o Jornal Hoje.
Desde abril de 2003 é apresentadora do Globo Rural diário, além de fazer reportagens para a edição de domingo e apresentar o Jornal Hoje aos sábados, quando está de plantão.
9ºLugar-Carla Cecato-Record
http://3.bp.blogspot.com/_wcksbHYT09c/SrgSNYEnA9I/AAAAAAAAAKI/sxouvDeN6Mc/s400/carla.jpg
Carla Cecato começou a carreira de jornalista estagiando como redatora no programa “Muvuca”, em 1998. Depois foi para o SporTv, onde trabalhou como produtora e redatora do programa “Feel Good”. Em 2001 começou a apresentar o programa “Passo a Passo” da Sky onde ficou por cinco anos. Trabalhou como editora-executiva e apresentadora da BandNews RJ. Na Band foi repórter do “Jornal do Rio” e “Jornal da Band”. Em 2005 foi para a Record Rio como repórter de rede do “Jornal 24 Horas”. Pouco depois assumiu a bancada dos jornais “RJ Record” e “Informe Rio”. Em 2006 foi transferida para São Paulo como apresentadora do “Tudo a Ver” e “Jornal 24 Horas”. Como repórter, produziu matérias especiais para os programas “Câmera Record”, “Repórter Record” e “Domingo Espetacular”. Em 2008 cobriu as Olimpíadas de Pequim e assumiu o posto de correspondente internacional em Londres.
10ºLugar-Roberta Piza-Record
http://1.bp.blogspot.com/_wcksbHYT09c/SrgSPwjLQvI/AAAAAAAAAKQ/rjpkHFpXtg8/s320/roberta.jpg
Roberta Piza nasceu em Campinas, interior de São Paulo. É formada em Jornalismo pela PUC e pós-graduada em jornalismo literário pela Metrocamp, em 2005. Começou a carreira na EPTV, em 2002, onde apresentou o Globo Esporte local. Em 2006, foi contratada pela Record como apresentadora do bloco de esportes do “Fala Brasil”. Apresentou esporadicamente o “Tudo a Ver” e jornais na Record News. Participou da cobertura do Pan-americano do Rio de Janeiro, em 2007, pela Record, como apresentadora e repórter. Atualmente apresenta também o programa diário “Aldeia News”, sobre viagens e curiosidades, na Record News.

Um comentário:

Muleke Zika disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.